Praia do Sonho
INÍCIO     O LUGAR    COMO CHEGAR     ONDE COMER    POUSADAS     CASAS & APTOS   CONTATO      COMO ANUNCIAR
Nào deixe lixo na praia
Quando chega o verão, multidões se dirigem às praias em busca de descanso e lazer.
Porém o passo humano deixa sua marca fatal nas areias.
Milhões de sacolas de nylon e garrafas plásticas são abandonadas nas costas.
O vento e as marés se encarregam de arrastá-las ao mar.
Uma bolsa de nylon navega dezenas de anos sem desintegrar-se.
As tartarugas marinhas as confundem com medusas, as comem e morrem asfixiadas.
Milhares de golfinhos também caem nesta armadilha.
Não reconhecem o lixo urbano, pois têm como cultura que:
" o que flutua no mar se come".
A tampa plástica de uma garrafa permanece inalterada por mais de um século.
Cientistas estudando o albatroz , muito longe dos centros povoados,
encontraram no bucho de oito filhotes mortos:
42 tampas plásticas de garrafas, 18 isqueiros e inúmeros pedacinhos de plásticos.
Estes filhotes foram alimentados por seus pais que não puderam distinguir entre lixo e alimento.
Sempre que fores à praia, encontrarás sujeira que outra pessoa jogou!
Não é tua sujeira, mas é TUA PRAIA, TEU MAR, TEU MUNDO!
Muitos pais jogam com seus filhos:
"..vamos ver quem junta a maior quantidade de plásticos da praia?"
No mínimo uma inesquecível lição de ecologia.
Faça a sua parte: junte um plástico na praia e coloque-o numa lixeira. Assim, você
estará ajudando a salvar um golfinho, um albatroz e outros animais marinhos.
Ajude-nos nessa luta. Muito Obrigado.

Mario Herrera Araya -Assessor Científico - Directemar Armada de Chile
Adaptação de Pierry Schultz